17 pessoas ocupavam ônibus no momento da tragédia em que homem morreu queimado na zona rural de Ituiutaba, diz CBMMG

Na tarde desse sábado (28/08), o 2º pelotão de Bombeiros Militar de Ituiutaba foi acionado após um incêndio de grandes proporções em um canavial atingir um ônibus com passageiros.

Prontamente os militares deslocaram para o local da ocorrência dando apoio às ambulâncias da usina sucroalcooleira e da equipe do SAMU.

No momento do acidente, no interior do ônibus haviam 17 pessoas, sendo 01 motorista e 16 passageiros, que são funcionários da usina.

Segundo o motorista, o ônibus se deparou com as chamas no canavial em alta velocidade devido aos fortes ventos no momento, formando uma imensa nuvem de fumaça, perdendo por completo a visibilidade.

Ainda de acordo com o motorista, o veículo foi envolto pelas chamas, e os passageiros entraram em pânico, saindo do veículo correndo em direções aleatórias sem visibilidade.

O motorista e três funcionários da usina permaneceram no interior do ônibus, relatando não terem sofrido nenhum dano à integridade física. Outros treze funcionários saíram do ônibus. Um infelizmente veio a óbito e os outros doze foram conduzidos para os hospitais da região pelas equipes de resgate, alguns desses em estado grave.

Conforme noticiou o Canal Janela Aberta, 02 vítimas estão internadas em estado grave na UTI do Hospital Nossa Senhora da Abadia, 03 na Unidade de Pronto Atendimento Médico de Ituiutaba – UPAM e 08 encontram-se em observação na unidade hospitalar. Ademais, 04 delas saíram sem ferimentos.

O Corpo de Bombeiros continuou no local após a condução das vítimas, aguardando a perícia da polícia civil devido ao óbito.

O Corpo de Bombeiros ressalta a grande velocidade e intensidade que os incêndios podem tomar devido aos fortes ventos e reforça a importância do planejamento de segurança ao transitar em áreas com focos de incêndio.

Bombeiro Militar, o amigo certo nas horas incertas. Em caso de emergência ligue 193.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *