Através de nota, Prefeitura de Ituiutaba descarta suposto caso de reinfecção no município  

Em Ituiutaba, um suposto caso de reinfecção de Coronavírus movimentou a cidade nos últimos dias. Diante disto, foi iniciada um investigação pela Secretaria Municipal de Saúde e do Departamento de Epidemiologia para apurar o caso. Os levantamentos foram repassados à Gerência Regional de Saúde – GRS, vinculada à Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais – SES/MG. Contudo, nesta quinta-feira (25/02), a Prefeitura Municipal, emitiu uma nota de esclarecimento descartando a suposta reinfecção no Município Tijucano.

Leia abaixo:

“Nota à imprensa

A Prefeitura de Ituiutaba, através da Secretaria Municipal de Saúde e do Departamento de Epidemiologia, informa que o caso de investigação sobre suposta reinfecção pela Covid-19 obteve resultado inconclusivo. O paciente e profissional de Saúde, de 30 anos, testou positivo para a doença em meados de 2020, quando foi submetido a exame RT-PCR em laboratório particular.

Já no mês de janeiro de 2021, o mesmo paciente apresentou sintomas da doença, quando foi submetido a novo exame RT-PCR, dessa vez através de solicitação da Secretaria Municipal de Saúde, com envio de amostra à Fundação Ezequiel Dias – FUNED, em Belo Horizonte, e novamente obteve resultado positivo para a doença.

Com a obtenção do novo resultado foi iniciada investigação sobre possível caso de reinfecção pela Covid-19, sendo as informações repassadas à Gerência Regional de Saúde – GRS, vinculada à Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais – SES/MG, contudo, o estudo genético não teve andamento, uma vez que o Laboratório Hermes Pardini, responsável pelo primeiro exame RT-PCR, não mais possuía disponível a amostra coletada para análise e que teve resultado positivo.

Portanto, a investigação foi considerada inconclusiva, não havendo, até o momento, confirmação de reinfecção pela Covid-19 no município. Também vale ressaltar que para a realização do estudo genético é necessário que ambos os testes positivos sejam os da modalidade RT-PCR, aqueles considerados padrão ouro, não podendo ser utilizados para tais análises os resultados de testes rápidos.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *