CBMMG combate incêndio criminoso na represa do Capão da Lagoa

Na tarde deste sábado (13/08), o 2º Pelotão de Bombeiros Militar de Ituiutaba foi acionado com várias ligações sobre um incêndio de grandes proporções na represa do Capão da Lagoa, no bairro Drummond.

Prontamente o Corpo de Bombeiros se dirigiu ao local com duas guarnições.

Aplicando técnicas de combate a incêndio florestal, os Bombeiros conseguiram conter as chamas após horas de combate intenso. O clima seco com a temperatura quente, juntamente com os fortes ventos contribuíram para o alastramento do incêndio.

De acordo com testemunhas e dos próprios militares, o inicio do incêndio teve ação criminosa, visto que enquanto os militares debelavam as chamas em uma área do local foram visualizados novos focos em posições distintas que aumentaram bastante o alastramento, tendo as chamas atingido a mata.

Estima-se que uma área de 5 hectares tenha sido atingida pelo fogo. Os danos materiais, juntamente com o prejuízo à fauna e à flora são incalculáveis.

O Corpo de Bombeiros lembra a população que na lei dos crimes ambientais (lei nº 9.605/1998), também há previsão específica de penalidade, no artigo 41, para quem provocar incêndio, a pena é de detenção de seis meses a um ano, e multa.

O artigo 250 do Código Penal também estabelece, para quem provocar incêndio, expondo a perigo à vida, à integridade física ou ao patrimônio de outras pessoas, possibilidade de reclusão de três a seis anos, e multa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *