Desmate ilegal em Canápolis (MG) é flagrado via satélite, diz PMMA

Na manhã desta quarta-feira (26/01), a Polícia Militar de Meio Ambiente de Ituiutaba verificou uma denúncia de desmate ilegal no município de Canápolis (MG).

O desmate foi identificado pelo monitoramento contínuo da cobertura vegetal, operado pelo Instituto Estadual de Florestas – IEF, que realiza a comparação de imagens de satélites de diferentes datas, identificando as áreas de possíveis intervenções florestais. O monitoramento contínuo abrange todo o estado.

No local os militares constataram o desmate ilegal de 06 hectares, que são equivalentes a 06 campos de futebol, sendo que 01 hectare é de Área de Preservação Permanente – APP.

Segundo a PMMA, essa área pode ser coberta ou não por vegetação nativa com a função ambiental de preservar os recursos hídricos, paisagem, estabilidade geológica e a biodiversidade para facilitar o fluxo gênico de fauna e flora, proteger o solo e assegurar o bem-estar da população humana.

Diante disto, foi lavrado 01 auto de infração no valor de R$ 23.660,00, a área desmatada está suspensa até regularização junto aos órgãos competente.

Ainda de acordo, como houve o desmatamento de área de APP, isso configura no crime ambiental descrito no artigo 38 da Lei Federal 9605/98 .

O REDS será encaminhado para Delegacia de Polícia Civil de Canápolis para providência de Policia Judiciária. O Ministério Público Estadual será comunicado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *