Eleições 2020: atraso em divulgação do resultado é por conta de falha em supercomputador do TSE, diz Ministro Luís Roberto Barroso

O ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), explicou neste domingo, 15, que um problema técnico provocou a lentidão na totalização dos votos nas eleições municipais. Ele explicou que uma falha em processadores de um computador provocou a lentidão na totalização dos votos e, consequentemente, na divulgação dos resultados.

“Houve um atraso na totalização dos resultados por força de um problema técnico que foi exatamente o seguinte: um dos núcleos de processadores do supercomputador que processa a totalização falhou e foi preciso repará-lo”, disse o ministro durante entrevista coletiva no TSE.

O ministro lembrou que a urna eletrônica imprime o boletim ao final do dia, que atesta que a votação ocorreu. “A ideia de que a demora possa trazer algum tipo de consequência para o resultado não faz nenhum sentido. Porque o resultado já saiu quando a urna imprimiu o boletim”, afirmou.

Segundo Barroso, o problema, de hardware, se originou exclusivamente no TSE, sem responsabilidade dos tribunais regionais eleitorais. “Os dados chegaram para a totalização totalmente íntegros e apenas o processo de somar essas 400 mil seções que ficou extremamente lento em razão de um dos processadores ter sofrido um problema técnico. Estamos agora em torno de 50% dos voto já totalizados”.

Veja abaixo o esclarecimento do presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Luís Roberto Barroso, veiculado pelo UOL.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *