Secretário de Agricultura de Ituiutaba visita associação na zona rural para ouvir demandas dos assentados

A agenda da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Ituiutaba segue repleta de compromissos. Na última quarta-feira, 27, o secretário Leonardo Carvalho Martins e parte de sua equipe esteve na sede da Associação do Projeto de Assentamento Engenho da Serra.

O encontro foi marcado para que o chefe de uma das pastas do Poder Executivo pudesse debater com os associados à possibilidade de se realizar o georreferenciamento dos Projetos de Assentamento Engenho de Serra e Capão Rico.

Na ocasião, os produtores definiram qual empresa prestará o serviço nas propriedades, sendo esta uma etapa essencial para que os assentados recebam o título definitivo da propriedade pelo Instituto Nacional de Colonização de Reforma Agrária – INCRA. Além disso, o secretário de Agricultura aproveitou a oportunidade para ouvir as demandas e necessidades dos moradores daquela região, momento em que foram discutidas possíveis ações a serem desenvolvidas pela administração de forma prioritária.

Entenda

O georreferenciamento é a definição da forma, dimensão e localização de um terreno em relação ao globo terrestre, com utilização de métodos de levantamento topográfico para tal ação. Num estudo deste tipo são encontradas várias informações acerca do terreno como os limites da área; confrontações e coordenadas dos vértices definidores.

Todo projeto de georreferenciamento precisa mostrar com clareza, por exemplo, qual o terreno a quem ele faz divisa, o tamanho (área e perímetro) e quais suas coordenadas no globo. Tudo isso serve para quem for analisar aquele local, sem necessidade de consultar quem produziu o projeto ou levantou aquela área.

Esse serviço tem como finalidade promover a informação qualitativa a respeito do imóvel, de acordo com o INCRA, para que o proprietário consiga atualizar sua situação com o cartório, ou atualizar o cadastro da sua propriedade. Enfim, para situações burocráticas que envolvam legislações ou regulamentações.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *