Taxa de contágio da covid-19 em Minas indica estabilização

Em coletiva virtual realizada nesta terça-feira (28/7), o secretário de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Carlos Eduardo Amaral, analisou as mudanças sobre a taxa de contágio da covid-19, o chamado RT — indicador que apresenta o impacto da contaminação do vírus em determinada região.

“Em março, o RT inicial estava em 4. Ou seja, uma pessoa transmitia a doença para 4 pessoas que, por sua vez, transmitiam para outras 4 pessoas cada uma delas, formando uma progressão geométrica. Por isso, naquele momento, o isolamento foi extremamente oportuno, cortando a explosão de casos. Já nas últimas semanas, o RT do estado variou entre 1,05 e 0,98, o que tende a nos mostrar que estamos num momento de estabilização”, disse o secretário.

Amaral destacou a variedade de cenários apresentada pelas diferentes regiões de Minas em relação à disseminação da covid-19.

“Isso faz com que, embora tenhamos um RT médio do estado, cada região tenha a sua taxa independente. Por essa razão, nós, na SES, sempre avaliamos o estado como um todo, as regiões separadas por macrorregiões e também as microrregiões, para termos uma ideia mais clara de como está a situação”, explicou.

Projeções

O secretário reforçou a importância das projeções realizadas pela SES sobre a covid-19 e como cada cenário implica em avaliações constantes.

“Por exemplo, nós falamos que poderíamos ter um pico e, com mais de 40 dias de antecedência, começamos a tomar as medidas para que isso não ocorresse. Até o momento, tudo leva a crer que conseguimos um certo achatamento. Embora tenhamos a ocorrência de muitos casos, não tivemos uma explosão nos números, com uma consequente desassistência em Minas Gerais”, afirmou Amaral.

Via: Agência Minas Gerais

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *