Vereador Renato Moura afirma que negociação do Estádio da Fazendinha é atípica

O presidente da Câmara de Vereadores, Renato Moura, considerou um tanto quanto “estranho, no mínimo” a aquisição do conhecido Estádio da Fazendidinha, ocorrida em leilão eletrônico.

“Acho, com base em todas as informações divulgadas, estranho dois empresários de Ituiutaba, sendo um secretário de Desenvolvimento Econômico do município de Ituiutaba, estejam num negócio desses”, afirmou Renato Moura. “Não quero me precipitar, mas já estão questionando a situação. Acaba que recebem, de certo modo, informação e condições atípicas para comprarem por 80% abaixo do preço do valor venal”, afirmou.

Moura afirmou que uma situação dessa, que lá de Varginha, onde fica os donos do imóvel arrematado, coincidentemente a venda acabe “no colo de dois ituiutabanos, que já afirmam que possuem projetos para o local”.

“Estamos sendo questionados e por bem devemos procurar saber mais sobre esse negócio muito abaixo do valor de mercado, envolvendo um secretário municipal. Compraram por R$ 1 milhão e é avaliado em R$ 5 milhões. Precisamos investigar. É realmente um fato muito atípico”, disse Renato Moura

O presidente da Câmara acrescentou que pode tudo estar dentro da legalidade, mas que isso não afasta a questão moral. “Não fica bem para a administração atual, que sempre prega que está na hora de abrir as caixas pretas e que não se repetirá agora o que ocorria nas administrações passadas, um secretário municipal envolvido numa negociação dessa, que como já disse é estranha demais”, salientou Moura. ” Ela tem que questionar seu colaborador. A sociedade está estupefata com a notícia”, finalizou.

Em nota, o presidente da Câmara Municipal de Ituiutaba, Renato Moura, disse que tomou conhecimento da compra   do Estádio da Fazendinha realizada por leilão eletrônico e que envolve dois empresários, um sendo secretário do Poder Executivo, pelos  vereadores e pelas redes sociais, e que nada passou pelo Poder Legislativo.

Ele disse ainda que a Casa de Leis não viu esse ato com bons olhos, ainda mais porque que envolve um secretário da administração pública.

Renato Moura explicou que a Câmara consultou o jurídico e que irão pedir todas as documentações do processo, e se tiver qualquer indício de irregularidade ou corrupção envolvendo a Prefeitura, será aberto uma CPI para apurar os fatos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *